Santo António da Charneca – Barreiro

Outubro 28th, 2017

Domingo, 26 de Novembro
TARDE DE ORAÇÃO – CURA E LIBERTAÇÃO
14h Atendimento – Oração do Terço
15h Exposição do SS. Sacramento, Terço da Misericórdia

Domingo, 18 de Fevereiro
TARDE DE ORAÇÃO – CURA E LIBERTAÇÃO
14h Atendimento – Oração do Terço
15h Exposição do SS. Sacramento, Terço da Misericórdia

Domingo, 27 de Maio
FESTA DE ANIVERSÁRIO DO GRUPO “CRISTO VIVE”
14h Atendimento – Oração do Terço
15h Terço da Misericórdia
16h Eucaristia – Oração de Cura Interior

O mundo

Outubro 28th, 2017

O MUNDO NÃO É MATERNAL

É bom ter mãe quando se é criança,
e também é bom quando se é adulto.
Quando se é adolescente a gente pensa que viveria melhor sem ela,
mas é um erro de avaliação. Mãe é bom em qualquer idade.
Sem ela, ficamos órfãos de tudo,
já que o mundo lá fora não é nem um pouco maternal conosco.

O mundo não se importa se estamos desagasalhados e passando fome.
Não liga se viramos a noite na rua, não dá a mínima se estamos acompanhados por maus elementos. O mundo quer defender o seu, não o nosso.

O mundo quer que a gente torre nossa grana,
que a gente compre um apartamento que vai nos deixar endividados,
que a gente ande na moda, que a gente troque de carro,
que a gente tenha boa aparência e estoure o cartão de crédito.
Mãe também quer que a gente tenha boa aparência,
mas está mais preocupada com o nosso banho, nossos dentes,
nossos ouvidos, com a nossa limpeza interna:
não quer que a gente se drogue,
que a gente fume, que a gente beba.

O mundo nos olha superficialmente.
Não detecta nossa tristeza, nosso queixo que treme, nosso abatimento.
O mundo quer que sejamos lindos, magros e vitoriosos para enfeitar a ele próprio, como se fossemos objetos de decoração do planeta.
O mundo não tira nossa febre, não penteia nosso cabelo, não oferece um pedaço de bolo feito em casa.

O mundo quer nosso voto, mas não quer atender nossas necessidades.
O mundo, quando não concorda com a gente, nos pune, nos rotula, nos exclui. O mundo não tem doçura, não tem paciência, não nos escuta.
O mundo pergunta quantos eletrodomésticos temos em casa e qual é o nosso grau de instrução, mas não sabe nada dos nossos medos de infância, das nossas notas no colégio, de como foi duro arranjar o primeiro emprego.

Mãe é de outro mundo. É emocionalmente incorreta: exclusivista, parcial, metida, brigona, insistente, dramática. Sofre no lugar da gente, se preocupa com detalhes e tenta adivinhar todas as nossas vontades,
enquanto que o mundo nos exige eficiência máxima,
seleciona os mais bem dotados e cobra caro pelo seu tempo.
Mãe é de graça.

https://www.facebook.com/CronicasDeMarthaMedeiros

Ser santos

Outubro 28th, 2017

A vida neste mundo é “dois dias”, o terceiro dia é a eternidade

5. Que o Senhor conceda a todos a esperança de sermos santos.
Alguns poderão perguntar: “Padre, é possível ser santo na vida de todos os dias?” Sim, é possível. “Mas isto significa que devemos rezar o dia inteiro?” Não.

Quer dizer apenas que tu deves cumprir o teu dever ao longo do dia:
rezar, ir ao trabalho, educar e proteger os teus filhos.
Mas para isso, é preciso fazer tudo com o coração aberto a Deus,
no trabalho, na doença e no sofrimento, no meio das dificuldades.

Não pensemos que é mais fácil sermos delinquentes do que santos! Não. Podemos ser santos, porque o Senhor nos ajuda. É Ele que nos assiste.
Ser santo é o grande presente que cada um de nós pode oferecer ao mundo, porque a nossa história tem necessidade de santos, de pessoas movidas pelo amor de Deus, capazes de viver, de sofrer e de morrer pelos outros.

Sem estes homens e mulheres, o mundo não teria esperança.
Por isso, faço votos para que vós — e também eu —
recebamos do Senhor o grande dom e a esperança feliz
de sermos santos, como Deus é Santo! 

Cf. Papa Francisco, Audiência, 21.06.2017

Preguiça

Outubro 28th, 2017

Após o pecado ter entrado na nossa história, Deus impôs ao homem “a lei severa e redentora do trabalho”, como disse  o Papa Paulo VI. “Comerás o teu pão com o suor do teu rosto, até que voltes à terra de que foste tirado …” (Gen 3,19).
Todo trabalho é uma continuação da atividade criadora de Deus. E Deus derrama a sua graça sobre aquele que trabalha com diligência. O trabalho é a sentinela da virtude. Se com humildade oferecemos a Deus o nosso trabalho, este adquire um valor eterno. Assim, o temporal se transforma em eterno.

A preguiça joga por terra toda esta riqueza. Querer viver sem trabalhar é como desejar a própria maldição nesta vida. São Paulo disse aos Tessalonicenses: “Procurai viver com serenidade, trabalhando com vossas mãos, como vo-lo temos recomendado. É assim que vivereis honrosamente em presença dos de fora e não sereis pesados a ninguém”. (1Tes 4,11-12).

O Talmud dos judeus diz que: “Não ensinar ao filho a trabalhar, é como ensinar-lhe a roubar”. Trabalhando, como homem, Jesus tornou sagrado o trabalho humano e fonte de santificação. Por isso, o lema de vida de São Bento de Nurcia, nos mosteiros, era: “Ora et Labora!” (Reza e Trabalha!). Um mau trabalhador é um mau cristão. Um operário displicente é um mau cristão. Um professor cristão e relapso é um contra testemunho cristão…
O pecado da omissão é fruto da preguiça.

É por preguiça que o filho não obedece a seus pais, e muitas vezes se torna um transviado. É por preguiça que os pais muitas vezes não educam bem os seus filhos. É por preguiça de algumas mulheres que o trabalho do lar é às vezes mal feito, prejudicando os seus filhos, o esposo e a alegria do lar.

É por preguiça de muitos maridos que a casa fica com as lâmpadas queimadas, o chuveiro estragado, a torneira vazando… É por preguiça que o trabalhador faz o seu serviço de maneira desleixada, prejudicando os outros que dependem dele. É por preguiça que o estudante não estuda as suas lições e se arrasta na sua caminhada e prejudica a sua formação.

É por preguiça que o cristão deixa de ir à missa, de rezar, de conhecer a doutrina da Igreja, de trabalhar na sua comunidade.  Há um provérbio chinês que afirma que “não é a erva daninha que mata a planta, mas a preguiça  do agricultor”.

http://blog.cancaonova.com/felipeaquino/

O Sinal da Santa Cruz

Outubro 19th, 2017

Persinhar-se é uma prática muito comum,
mas talvez nem todos conhecem o significado
e a importância desta oração,
se o conhecessem, nunca deixariam
de o praticar com muita fé e amor.

*(†) Pelo sinal da Santa Cruz,*
*(†) livrai-nos DEUS, nosso SENHOR,*
*(†) dos nossos inimigos!*
*(†) Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!*

De manhã, ao acordar, podemos fazer este “sinal da Cruz” sobre nós.
Podemos fazê-lo antes das refeições. À noite, antes de dormir.
Muitas pessoas fazê-no ao entrar numa igreja;
muitas outras o fazem ao menos uma vez ao dia,
mas nem tosas conhecem a sua importância,
por isso repetem os gestos sem pensar,
distraídos, sem ter a devida consciência
de que estão a invocar a Santíssima Trindade.

Tenho a certeza, irmão/ã, que agora,
começarás a fazê-lo com muito mais amor e convicção.

O “sinal da Cruz” não é um gesto ritual,
mas sim, uma verdadeira e poderosa oração!
É o sinal dos cristãos!

Por meio dele muitos santos invocaram a proteção do Altíssimo.
Pelo sinal da Santa Cruz pedimos a Deus que, pelos méritos da Santa Cruz de Seu Filho, Nosso Senhor Jesus Cristo, nos livre dos nossos inimigos,
e de todas as ciladas do mal, que atentam contra a nossa saúde física e espiritual.

A invocação da Santa Cruz tem que ser feita com fé,
sem pressa, com a maior devoção e respeito.
De forma solene:

*† Pelo sinal da Santa Cruz (na testa):
pedimos a Deus que nos dê bons pensamentos, nobres e puros.
E que Ele afaste de nós os pensamentos ruins, que só nos causam mal.

*† Livrai-nos Deus, Nosso Senhor (na boca):
pedimos a Deus que de nossos lábios só saiam louvores.
Que o nosso falar seja sempre para a edificação do Reino de Deus
e para o bem estar do próximo.

*† Dos nossos inimigos (sobre o coração):
para que em nosso coração só reine o amor e a lei do Senhor,
afastando-nos, pois, de todos os maus sentimentos, como o ódio,
a avareza, a luxúria… Fazendo-nos verdadeiros adoradores.*

*† Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém!
É o acto libertador e deve ser feito com a maior reverência,
consciência, fé e amor, pois expressa a nossa fé
no Mistério da Santíssima Trindade,
cerne de nossa fé cristã, Deus em si mesmo.

Deve ser feito com a mão direita,
levando-a da testa à barriga,
e do ombro esquerdo ao direito.

Façamos o “sinal da Cruz”, antes de sair de casa,
antes de qualquer trabalho, nas horas difíceis
e nas horas de alegria também.

Façamo-lo sobre nós, e, sempre que possível,
abençoemos os filhos, o marido, a esposa, os irmão,
sobrinhos e netos, pedindo a Deus-Trindade
que os liberte de todos os males,
para que possam cumprir seus deveres: acordar, comer,
estudar, trabalhar, dormir, viajar…
Em nome do Pai, do Filho, e do Espírito Santo! Amém!*

Texto original em:
O valor do sinal da cruz

O olhar que cura

Outubro 17th, 2017

O olhar é uma forma de falar sem dizer palavras. As crianças querem atrair os olhares dos outros, amam os olhos, particularmente os dos pais. Uma criança orava dizendo: “Senhor Jesus, faz que eu seja uma televisão, assim meus pais olharão para mim”.

Sim, as criança pedem o nosso olhar: mãe, olha como caminho, como vou de bicicleta, olha como sei jogar, olha que belo o desenho que fiz … Todas pedem os nossos olhos, mesmo os adolescentes que parecem tão seguros e independentes. O que são as tatuagens, os percings, os penteados, a maneira estranha de vestir, senão uma invocação: “alheai para nós!”.

Por isso, queridos pais, olhai para os vossos filhos! Com o olhar comunica-se amor. Bem o sabem os namorados que se comem com os olhos. O olhar diz: “tu és importante para mim, entrastes non meus pensamentos, estás no meu coração, conto contigo”.

Olhar é apreciar, dar atenção. É muito mais do que dar prendas, dinheiro, coisas! É dar amor, certeza, confiança.

Se olhássemos para os filhos tal como olhamos para a casa de banho, o carro, a televisão, o computador, com certeza que não haveria crianças tristes, infelizes, desiludidas com a vida.

A gente fala com os olhos, muito antes de dizer alguma palavra. O olhar comunica atenção, tristeza, aprovação … mensagens que as crianças recebem com facilidade, imediatamente. Por isso, olhamos para os filhos, olhamos para as crianças!

Faz falta, tanta falta, este contacto humano. Infelizmente está quase a desaparecer! Em seu lugar entram outros contactos frios, impessoais: o telemóvel, o tablete, os jogos electrónicos … É verdade, negamos aos nossos filhos os dons mais preciosos: os nossos olhos! Esquecemos que os olhos falam mais forte do que as palavras.

padreleo.org

Momento mágico

Outubro 17th, 2017

Não é fácil educar os filhos, mas também não é impossível. Tantas vezes basta um pouco de astúcia para fazer o melhor que podemos. Uma dessas “astúcias” e falar com eles à noite, antes de adormecerem.

O anoitecer é o tempo dos pensamentos delicados e pacificadores. É uma hora bondosa, discreta, terna, é o momento do diálogo íntimo. São João Bosco, que era um bom educador, nunca deixava de dar um breve discurso de boa noite ao fim do dia.

Ao fim do dia os filhos querem sentir o calor da lar, o afeito e a bondade do coração; querem adormecer com a certeza de que são queridos, acolhidos e amados. A noite chega, por isso desejam que alguém lhes dê a mão.

O pai e a mãe não precisam de aprender isso, o fazem espontaneamente. Acompanham os pequenos à cama para se deitarem, ficam sentados ao seu lado e lhes falam com ternura, oram com eles. O bom relacionamento de hoje prepara o relacionamento maravilhoso do amanhã.

É que o calor do anoitecer faz esquecer a frieza do dia, as faltas de paciência, as repreensões. Além disso, As coisas bonitas que o pai e mãe dizem nesses momentos ficam gravadas para sempre em seus corações. São palavras discretas, que ninguém ouve, mas que alimentam a alma.

Não percas tempo

Outubro 14th, 2017

“Por que gastais o dinheiro naquilo que não é pão, o vosso suor, naquilo que não satisfaz? Ouvi-me atentamente, comei o que é bom e vos deleitareis com finos manjares.” (Isaías 55,2)

Não percas tempo com o mundo,
não gastar tempo com o mundo,
és peregrino nessa terra.

Temos sim necessidades que devem ser supridas,
para isso não deixamos de trabalhar e proporcionar
sustento e até mesmo conforto, para nós e nossa familia.
Mas façamos tudo para glória de Deus,
façamos tudo com excelência,
pois estamos a trabalhar para o Senhor.

É Deus o Senhor da vida, escuta a Sua Palavra,
o que Ele tem para te dizer.
Ele fala de vida e de vida eterna.

Edifica a tua vida com a Sua Palavra,
e certamente encontrarás a Luz que orienta teu caminhar.
Sua Palavra é alimento,
uma mesa que te deleitará com os mais finos manjares.

ORAÇÃO
Pai querido,
retira de mim todo apego exagerado
as coisas deste mundo,
ensina-me a acumular tesouros no céu,
e a confiar em Ti que és a fonte do meu sustento
e nada me faltará.
Obrigado porque Tu me convidas
a experimentar os Teus saborosos manjares.
Peço-Te esta graça em nome de Jesus. Amém.

Família imperfeita

Outubro 14th, 2017

Escuta as palavras linda do Papa Francisco
sobre a família.

A FAMÍLIA, LUGAR DE PERDÃO…

Não existe família perfeita.
Não temos pais perfeitos,
não somos perfeitos,
não nos casamos com uma pessoa perfeita
nem temos filhos perfeitos.

Temos queixas uns dos outros.
Decepcionamos uns aos outros.
Por isso, não há casamento saudável
nem família saudável sem o exercício do perdão.

O perdão é vital para nossa saúde emocional
e para a nossa sobrevivência espiritual.
Sem perdão a família se torna uma arena
de conflitos e um reduto de mágoas.
Sem perdão a família adoece.

O perdão é a proteção da alma,
a harmonia da mente e a liberdade do coração.
Quem não perdoa não tem paz na alma
nem está em comunhão com Deus.

A mágoa é um veneno que intoxica e mata.
Guardar mágoa no coração é um gesto auto-destrutivo.
Quem não perdoa adoece física, emocional e espiritualmente.

E por isso que a família precisa ser lugar de vida e não de morte; território de cura e não de adoecimento;
palco de perdão e não de culpa.

O perdão traz alegria onde a mágoa produziu tristeza;
cura, onde a mágoa causou doença.

Papa Francisco.

Vida interior

Outubro 12th, 2017

IMITAÇÃO DE CRISTO, LIVRO SEGUNDO, CAPÍTULO 1

EXORTAÇÕES À VIDA INTERIOR

O Reino de Deus está dentro de vós, diz o Senhor (Lc 17,21).
Converte-te a Deus de todo o coração, deixa este mundo miserável e tua alma achará descanso. Aprende a desprezar as coisas exteriores e entrega-te às interiores e verás chegar a ti o Reino de Deus. Pois o Reino de Deus é paz e e exultança no Espírito Santo (Rom 14, 17), que não se dá aos ímpios. Virá a ti Cristo para consolar-te, se lhe preparares no teu interior uma digna morada. Toda a Sua glória e formosura está no interior (Sl 44,14), e só aí que o Senhor se compraz. O homem que vive a vida interior é frequentemente visitado por Ele com doces conversas, amorosa consolação, grande paz e familiaridade sobremaneira admirável. 


Possui a Jesus Cristo
Avança, alma fiel, prepara o teu coração para receber o Esposo, a fim de que Ele se digne chegar e morar em ti. Pois assim Ele diz: “Se alguém me ama, guardará a minha palavra e nós viremos a ele e faremos nele a nossa morada” (Jo 14,23). Portanto, abre o teu coração a Cristo e fecha a tua porta a todos os outros.
Se possuíres a Cristo serás rico e satisfeito. Ele te basta! Ele mesmo será teu provedor e fiel procurador em tudo, de modo que não terás necessidade de te apoiar nos homens. Porque os homens mudam facilmente e faltam com facilidade à confiança, mas Cristo permanece eternamente (Jo 12,34), e firme nos acompanha até ao fim.

Jesus é a tua paz
Não podemos ter grande confiança no homem frágil e mortal, por mais que nos seja caro e útil; nem nos devemos afligir demais quando alguém nos contraria com palavras ou obras. Os que hoje estão contigo amanhã talvez sejam contra ti, e reciprocamente, pois os homens mudam como o vento. Põe toda a tua confiança em Deus, e seja Ele o teu temor e amor; Ele responderá por ti, e fará tudo para o teu bem e do melhor modo.
Lembra-te que não tens aqui morada permanente (Heb 13,14), por isso, e qualquer lugar estejas, és sempre estrangeiro e peregrino; e nunca encontrarás descanso, se não estiveres intimamente unido a Jesus. 


Abriga-te nas Suas Santas Chagas
Para que procurar ao teu redor, se não é este o lugar de teu repouso? A tua habitação é o Céu, as coisas deste mundo são passageiras, por isso não deves fixar nelas o teu olhar. Todas as coisas passam, e tu igualmente passas com elas; toma cuidado para não te apegares nelas, a fim de não te deixar escravizar e perder a tua alma. O teu pensamento seja o Altíssimo, par Ele eleva a tua alma e a Cristo dirige a tua súplica incessante.
Se não tens uma inteligência capaz de contemplar as coisas celestes, descansa meditando na paixão de Cristo e abrigar-te em suas Santas Chagas. Pois, se te acolheres com devoção nas Chagas do Senhor Jesus e nas Suas preciosas estigmas, sentirás grande conforto em todas as tuas tubulações, não darás importância ao desprezo dos homens e suportarás facilmente as calunias das línguas maldosas. 


Imita a paciência de Jesus
Cristo também foi desprezado pelos homens deste mundo, abandonados pelos seus conhecidos e desamparado pelos seus amigos mesmo nos momentos de maior necessidade, passando os opróbrios a Sua paixão.
Cristo quis padecer e ser desprezado; e tu pretendes queixar-te de alguém e por coisas pequenas? Cristo teve inimigos e caluniadores e tu pretende ter amigos e benfeitores? Como poderá ser coroada a tua paciência, se não encontrares alguma adversidade? Como podes ser amigo de Cristo, se não queres sofrer alguma contrariedade? Sofre com Cristo e por Cristo, se com Cristo queres reinar. 


O homem interior
Se uma só vez entraras perfeitamente no Coração de Jesus e gozaras um pouco de seu ardente amor, não farias caso daquilo que para ti é cómodo ou incomodo, mas muito pelo contrário, te alegrarias com os opróbrios recebidos; porque o amor de Jesus faz com que o homem se despreze a si mesmo. Quem amos Jesus e a verdade, isto é, o homem espiritual, é de verdade livre das afeições desordenadas; por isso pode recolher-se em Deus, elevar seu espírito acima de si mesmo e fruir delicioso descanso.

O hábito do recolhimento interior
Aquele que avalia as coisas pelo que são, e não segundo o dizem ou estimam os outros, este é o verdadeiro sábio, ensinado mais por Deus do que pelos homens. Quem sabe viver recolhido dentro de si e dá pouca importância às coisas exteriores, não precisa escolher o lugar nem o tempo para se dedicar aos exercícios de piedade.
O homem interior recolhe-se expontaneamente porque não dá atenção às coisas exteriores. Não fica prejudicado com o trabalho exterior, nem com as diversas ocupações, a seu tempo necessárias, mas sabe adaptar-se às diversas circunstâncias, conforme sucedem. Quem está bem interiormente disposto e ordenado na vida interior não se importa com as façanhas e os crimes dos homens. O homem fica contrariado e distraído, quanto se deixa envolver pela coisas do mundo. 


Deixa as criaturas
Se tu fores reto e puro, tudo te concorre para o teu bem, todas as coisas se mudam para o teu proveito. Mas, muitas coisas te causam desgosto e te deixam perturbado porque ainda não morrestes a ti mesmo, nem te desligaste das coisas terrenas.
Nada mancha tanto e embaraça o coração do homem como o amor desordenado às criaturas. Se renunciares às consolações exteriores, poderás contemplar e rejubilar frequentemente com as coisas celestes.