O diabo existe

8 de Outubro de 2018 0 Por Pe Leo Orlando

Frei Benigno, O diabo existe, eu encontrei-o, O exorcismo: um dom do Senhor à Sua Igreja, editora Paulinas, Março de 2010, pp. 254 (preço 14,00 euros). Frei Benigno é exorcista na diocese de Palermo, Itália. Neste livro apresenta nove casos de pessoas que viveram a dramática experiência de vexação ou de possessão diabólica, com o objectivo de dar a conhecer esta triste realidade que, frequentemente, é ignorada pelas comunidades cristãs. Em muitas dioceses não há sequer a preocupação de encarregar um sacerdote que exerça o ministério de exorcista e vêem-se pessoas que, esmagadas pelo sofrimento, no seu desespero, recorrem a mágicos e bruxos, na busca de alguém que possa resolver os seus problemas.
Precisamente por isso, como escreve o cardeal De Giorgi, no Prefácio, «este livro será certamente útil, em particular aos sacerdotes, sobretudo se forem exorcistas, que se encontram no início do seu ministério… e aos próprios bispos, que poderão mais facilmente aperceber-se da urgência, nas suas dioceses, da nomeação de pelo menos um exorcista… aos crentes que duvidam da existência do Diabo e dos demónios e da sua acção nefasta no mundo… e, finalmente, aos próprios especialistas em Medicina e em Psiquiatria, os quais poderão verificar que nem tudo pode ser reduzido a patologias psiquiátricas».

José António Sayes, O demónio, realidade ou mito? Editora Paulus, Março 1999, pp. 185 (9 euros). Muita gente pensa que falar-se hoje do demónio é mera fantasia em contradição com o progresso. Voltam a estar na moda o espiritismo, bruxedos e adivinhações. Este livro expõe com equilíbrio a figura do demónio, sempre totalmente dominada pela retumbante vitória de Cristo.