Perdão e cura interior

4 de Dezembro de 2008 0 Por Pe Leo Orlando

Meu bom amigo visitante, senti a necessidade de publicar uma série de reflexões sobre a necessidade de perdoar. A falta de amor é a principal doença da nossa sociedade, das famílias … Todos necessitamos viver uma vida reconciliada. Com amizade, Padre Leo

Quando perdoamos não admitimos que os outros estão certos e nós estamos errados. Simplesmente reconhecemos que fomos magoados. Não negamos a responsabilidade do outro. Quando perdoamos as injustiças, apenas decidimos obedecer a Deus. Não permitimos que os erros do outro ditem nossas atitudes, nossos actos e emoções (Pe. Robert de Grandis). Perdoa e será um homem ou uma mulher livre, terás a paz de Jesus em teu coração. Experimenta e depois vem contar-me. Oracao-do-perdao-deGrandis.doc

Encontrei esta oração de perdão no seguinte livro: Robert DeGrandis, A Eucaristia fonte de cura, ed. Pneuma, pp. 22-29

Quer ser feliz por um instante, vinga-te; quer ser feliz para sempre, perdoa. Está provado que muitas doenças provêm de problemas emocionais. O maior deles é falta de perdão que pode causar: dor de cabeça, dor de coluna, enxaqueca, artrite, gastrite e tantas outras doenças. oraçao-do-perdao-jg

No momento da concepção, inconscientemente, sabemos se somos desejados ou não, se houve intenção de ter um filho ou não. Mesmo que os pais corrijam isso depois, dando mais amor, a primeira impressão é que permanece. Quanto mais uma pessoa se sente amada e desejada, mais deseja viver, e quanto menos uma pessoa se sente desejada e amada, menos deseja viver e até pode pensar em morrer. Até o final de nossa vida seremos marcados pelo amor ou desamor que tivemos no início de nossa vida, a não ser que consigamos nos curar. O amor é que faz a diferença. Quem se sente amado, sente gosto de viver. Quem possui feridas de desamor precisa ser tratado por meio da segurança do amor de Deus que foi derramado em nós, no Baptismo, pelo Espírito Santo. Neste artigo fala-se de algumas causas que podem afectar negativamente a nossa vida: ciúme, agressividade, depressão, inveja, medo, maldição, alcoolismo, ansiedade, separação dos pais, os filhos adoptivos, infidelidade, ligações com o demónio devidas a práticas superticiosas. Alguns-efeitos-do-desamor