O recolhimento interior

Quando se fala do recolhimento interior da oração, muitas pessoas pensam que é necessário retirar-e num convento. A sua mente evoca imagens de monges e de eremitas, que deixaram tudo, o ruído e o ritmo frenético do mundo, para se dedicarem à oração.
Em todos os tempos e lugares – como acontece ainda hoje – encontramos homens e mulheres que querendo viver uma intensa vida espiritual se retiraram em conventos, mosteiros ou até no deserto. É porque respondem a um chamamento especial do Senhor.

Para nós é importante lembrar que o recolhimento interior do coração é para todos, não está reservado apenas aos monges e aos eremitas, por isso, ainda hoje, homens e mulheres de todas as idades e condição social procuram o encontro pessoal com Deus no silêncio no recolhimento interior do coração.
Pessoas que escolhem um tempo e um lugar adequados para a oração que favorecem a concentração, geralmente de manhã cedo ou a noite, antes de se deitar. Um tempo reservado a Deus e que pode durar apenas 10 minutos ou mais. O que é importante é a fidelidade. O Senhor Jesus não faltará, com certeza realizará entre encontro. É Ele que convida: “Vinde a Mim todos vós que andais cansados e oprimidos e encontrareis o descanso para a vossa alma”.

A oração, de facto, é escutar a Deus e falar com Ele. É um diálogo de amor que se realiza na intimidade do coração. A oração é retirar-se, estar a sós com Deus, num lugar adequado, longe das distrações do mundo.

Cultivar o recolhimento interior do coração
Como já dissemos, não é fácil concentrar-se para a oração, as memórias do passado e as preocupações do futuro e muitas outra fantasias e imaginações nos distraem continuamente. A oração Temos de perseverar neste luta árdua até acalmar o nosso coração e encontrar a paz. A oração exige sempre um esforço, é um combate contra nós mesmos e contra as astúcias do Tentador que faz de tudo para nos desviar e impedir o nosso encontro com Deus, pode convencer-nos a desistir, com a sensação de que a oração é tempo perdido, tempo inútil. A paciente espera, a perseverança e a luta, fazem parte da oração. O Senhor virá com certeza virá, Ele é fiel, não faltará ao encontro. Pode consultar o Catecismo da Igreja Católica sobre este tema (CIC 2725-2728).

O habito do recolhimento interior do coração.
As pessoas que cultivam o recolhimento interior do coração, aos poucos adquirem o hábito de se recolher interiormente, torna-se uma atitude interior constante, que subiste em todas as circunstancias, mesmo numa numa vida ocupada, cheia de trabalho. O recolhimento interior do coração é uma dimensão interior do coração, um dom precioso que o Senhor concede aos seus amigos, as almas simples que o procuram.

O recolhimento interior do coração não um privilégio reservado aos monges ou aos eremitas, é uma capacidade humana, um dom de Deus que subsiste e se desenvolve, mesmo em pessoas que têm uma intensa vida ativa, no ritmo frenético das grandes cidades. Uma pessoa “recolhida” pode estar numa sala cheia de gente, num comboio, no meio da agitação do mundo e, ao mesmo tempo, saborear a beleza e a doçura da presença do Senhor. O mundo corre, agita-se ao seu redor, mas ele esta recolhido. O mundo atrai e tenta com os seus estímulos divergentes, ma a pessoa recolhida sabe onde se encontra a verdadeira paz, não se deixam enganar, rapidamente voltam ao recolhimento, à morada interior, ao encontro com o Senhor.
Padre Leone Orlando cs

Comments are closed.