Um novo começo

Meus irmãos, já estamos habituados a viver ansiosos e preocupados, mas deveriam aprender a viver a nossa vida, cada dia, cada hora, cada minuto, como um novo começo. O tempo que temos ao nosso dispor é uma oportunidade para fazermos o bem e para nos renovarmos interiormente.

A vida é um dom de Deus, um dom precioso que Ele renova continuamente. Nasce o dia, resplandece o sol e Deus renova para nós o dom da vida. Em cada dia, Ele nos oferece um novo começo, uma nova oportunidade que nós podemos aproveitar.

Vamos agora imaginar a presença misteriosa de Deus na nossa vida. Em cada dia, Ele nos oferece um dom precioso. É como se Ele dissesse para mim, para ti: «Olha, tenho uma prenda para ti e estou ansioso por que tu a vejas!».

Vamos imaginar. Sim, vamos imaginar que a vida é uma prenda preciosa, uma prenda de Deus, uma prenda que Ele renova continuamente, em cada dia! Será que esta uma simples imaginação? Será que é mesmo verdade? Respondemos: não é uma simples imaginação, é mesmo verdade! É algo que nos dá confiança! É algo que abre o coração para a esperança! É algo que nos dispõe a receber o dom de Deus! É uma luz que nos ajuda a enfrentar o novo dia, como um novo começo, com mais amor e confiança.

Infelizmente, as vozes perturbadoras do mundo falam mais alto. Os anos passam, o nosso passado se alonga e a dureza da vida insinua pensamentos que nos dizem exatamente o contrário: «Tu já sabes come é vida, já passaste por tudo isto, tu conheces como vão as coisas, sejas, portanto, realista! As coisas não mudam. O Futuro não será diferente do que o passado. É inútil sonhar que alguma coisa possa mudar. Não arriscar, procura sobreviver o melhor que tu poderes».

Estas vozes astuciosas e muitas outras vozes perturbadoras aparecem de repente e sussurram aos ouvidos: «Não há nada de novo debaixo do sol… não te deixes enganar!»

Estas vozes enganadoras falam mais alto do que a voz de Deus. Apresentam-se de forma tão convincente que acabamos por acreditar, assim é que a vida passa e nada de novo acontece, pois, achamos que é inútil sonhar com as mudanças. A única alternativa é apenas a nossa vida do dia-a-dia, a nossa rotina, os nossos aborrecimentos e as nossas horas vazias.

O que fazer? Em primeiro lugar, renunciar a essas vozes enganadoras e mentirosas. Em segundo lugar, abrir a nossa mente e o nosso coração a Deus, ao Nosso Deus, ao Deus Connosco, ao Emmanuel, Àquele que te diz com voz firme e suave: “Coragem, não tenhais medo, Sou Eu” (Mt 14,27); “Não vos deixarei órfãos” (Jo 14,18); Eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre (Jo 14,16); “Eu estarei convosco todos os dias, até ao fim do mundo” (Mt 28,20).

Eu Sou Aquele que proclama: “Bem- aventurados os pobres, os mansos, os misericordiosos, os puros de coração, os que promovem a paz …” pois a mudança é possível (Mt 5, 2-10).

O Apóstolo São João relata uma visão maravilhosa: «Eu ouvi uma voz forte que dizia: Eis a morada de Deus junto dos homens, onde os homens são meu povo, o povo onde Eu habito. Eu enxugarei as lágrimas dos seus olhos e não haverá mais morte, nem pranto nem dor, porque passou o mundo antigo” (cf. Ap 21, 2-5).

Podemos optar por dar ouvidos à voz de Deus que abre a esperança do futuro e das mudanças que se tornam possíveis, então, cada escolha que fazemos abrir-nos-á um pouco mais à descoberta da vida nova, escondida em cada momento, na espera ansiosa de nascer.

Comments are closed.