A ARMA MAIS TEMÍVEL: NOSSA SENHORA

24 de Abril de 2019 Não Por Pe Leo Orlando

Nossa senhora: a “arma” mais temível na luta contra as insidias do demónio.
São Luís Maria Grignion de Montfort, no seu livro “A verdadeira devoção a Virgem Maria” descreve o poder extraordinário de Nossa Senhora sobre os demónios:

«Maria é o inimigo mais terrível que Deus fez contra o demónio […] Desde o Paraíso terrestre, embora então só estivesse na sua mente, Ele incutiu na nossa Mãe tanto ódio contra esse maldito inimigo de Deus, tanta habilidade para descobrir a malícia dessa antiga serpente, tanta força para vencer, derrubar e destruir esse orgulhoso ímpio, que o demónio a teme não só mais do que teme todos os anjos e homens juntos, mas, em certo sentido, mais do que teme o próprio Deus».

Deus é o Todo-poderoso, a Virgem Maria é uma simples criatura, mas é a humilde serva do senhor, a bendita entre todas as mulheres, a nova Eva, a gloriosa Mãe de Deus. Por isso, São Luís Maria, continua:
«Satanás é orgulhoso, sofre infinitamente mais sendo vencido e castigado por uma pequena e humilde serva de Deus: a sua humildade humilha-o mais do que o poder divino; em segundo lu-gar, porque Deus deu a Maria um poder tão grande contra os demónios que estes a temem mais» (Tratado da verdadeira devoção à Virgem Maria, 52)

Nossa Senhora é, segundo a interpretação de diversos Padres da Igreja, a Mulher que esmagará a cabeça da antiga serpente: «Farei reinar a inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a sua descendência. Esta esmagar-te-á a cabeça e tu tentarás mordê-la no calcanhar» (Gn 3, 15); é a «Mulher vestida de sol, com a lua debaixo dos seus pés e, sobre a sua cabeça, uma coroa de doze estrelas.» (Ap 12, 5). Maria é a mãe que Jesus agonizante deu a todos os homens. Ela nunca deixa de velar pelos seus filhos, como uma mãe cuida de cada um dos seus filhos. Deus combate a criatura mais orgulhosa, Satanás, servindo-se da criatura mais humilde, Maria.

O Padre Raul Salvucci dá o seguinte testemunho: «Um dia um grupo de Renovamento Carismático que estava a orar por uma pessoa que de repente entrou em obsessão, procuraram-me. Estavam em oração, embora um pouco amedrontados, cheguei e juntei-me à oração e comecei a dizer: “vamos continuar com a oração, mas em breve iremos rezar o Terço”. Naquele momento a pessoa obsessa deu um berro e gritou: “Maria, não”. Com um simples olhar, todos concordamos e começamos a rezar o Terço. Foi extremamente eficaz!”» (Raul Salvucci, p. 242)

O terço é uma oração humilde, simples e popular, muito recomendada por Nossa Senhora em todas as aparições, por muitos santos, iclusive o Santo Padre João Paulo II. Muito eficaz é também o acto de consagração a Nossa Senhora.