Pedras vivas

23 de Março de 2018 Não Por Pe Leo Orlando

Somos pedras vivas do Templo do Senhor.

“Aproximando-vos dele (Jesus) pedra viva, rejeitada pelos homens, mas escolhida e preciosa aos olhos de Deus, vós também, como pedras vivas, entrai na construção de um edifício espiritual” (1Pd 2, 4-5)

Cada um de nós é uma pedra viva do templo do Senhor. Numa construção, nenhuma pedra, mesmo a mais pequena, é inútil. Cada pedra mesmo a mais pequena e escondida nas mãos de Jesus a ela torna-se preciosa, porque Jesus a recolhe, a guarda com grande ternura, a trabalha com o seu Espírito, e a coloca no seu lugar certo.

Deus desde sempre pensou nela e deu-lhe o lugar certo para ser mais útil no conjunto de toda a construção. 

Cada um de nós é uma pequena pedra, mas nas mãos de Jesus participa da construção da Igreja”.

Assim, como pedras trabalhadas por Jesus, “todos nós, por mais pequenos que sejamos, tornamos-nos “pedras vivas” do Templo Santo de Deus.

Somos pedra vivas porque livremente trabalhamos; somos pedras viva porque em cada um de nós habita Deus, pelo Espírito Santo que recebemos; somos pedras vivas porque nascemos para uma vida nova repleta do Amor de Deus; somos pedras vivas porque temos um lugar e uma missão na Igreja.

Somos pedras vivas da Igreja, família de Deus, comunidade viva, feita de tantas pedras preciosas, todas diferentes, cada uma no seu lugar, formamos o Corpo Místico de Cristo, onde Ele atua, sinal da fraternidade e da comunhão”.

Papa Francisco