O olhar que cura

O olhar é uma forma de falar sem dizer palavras. As crianças querem atrair os olhares dos outros, amam os olhos, particularmente os dos pais. Uma criança orava dizendo: “Senhor Jesus, faz que eu seja uma televisão, assim meus pais olharão para mim”.

Sim, as criança pedem o nosso olhar: mãe, olha como caminho, como vou de bicicleta, olha como sei jogar, olha que belo o desenho que fiz … Todas pedem os nossos olhos, mesmo os adolescentes que parecem tão seguros e independentes. O que são as tatuagens, os percings, os penteados, a maneira estranha de vestir, senão uma invocação: “alheai para nós!”.

Por isso, queridos pais, olhai para os vossos filhos! Com o olhar comunica-se amor. Bem o sabem os namorados que se comem com os olhos. O olhar diz: “tu és importante para mim, entrastes non meus pensamentos, estás no meu coração, conto contigo”.

Olhar é apreciar, dar atenção. É muito mais do que dar prendas, dinheiro, coisas! É dar amor, certeza, confiança.

Se olhássemos para os filhos tal como olhamos para a casa de banho, o carro, a televisão, o computador, com certeza que não haveria crianças tristes, infelizes, desiludidas com a vida.

A gente fala com os olhos, muito antes de dizer alguma palavra. O olhar comunica atenção, tristeza, aprovação … mensagens que as crianças recebem com facilidade, imediatamente. Por isso, olhamos para os filhos, olhamos para as crianças!

Faz falta, tanta falta, este contacto humano. Infelizmente está quase a desaparecer! Em seu lugar entram outros contactos frios, impessoais: o telemóvel, o tablete, os jogos electrónicos … É verdade, negamos aos nossos filhos os dons mais preciosos: os nossos olhos! Esquecemos que os olhos falam mais forte do que as palavras.

padreleo.org

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.