Desánimo

Um dia estava um pouco desanimado e pedi ao Senhor Jesus:
Ajuda-me Senhor Jesus com a Tua Sabedoria Divina.
Porque é que isso aconteceu? Será que ando errado?

Foi nesse momento que abri o livro da
Imitação de Cristo, livro 3, capítulo 57
e encontrei o seguinte ensinamento:

1. Meu Filho, o que mais me agradam é paciência e humildade quando as coisas correm mal do que muita consolação e fervor quando tudo corre bem.
2. Por que te entristece uma coisinha que disseram contra ti? Ainda que te tivessem feito uma ofensa ainda maior, tu não devias ficar perturbado. Deixa passar, meu filho, isso não é uma novidade; não é a primeira vez, nem será a última, se muito tempo viveres.
3. És tão valoroso enquanto te não sucede alguma adversidade. Sabes até dar bons conselhos e consolar os outros com tuas palavras; mas de repente quando bate à tua porta a tribulação, logo te falta conselho e fortaleza. Considera a tua grande fraqueza perante as mais pequenas dificuldades: é para o teu bem, é para a tua salvação que tudo isso te acontece.
4. Procura esquecer! não te deixar abalar nem perturbar. Sofre, mas com paciência o que não podes sofrer com alegria. Custa ouvir certas coisas e ficas indignado, mas procura moderar a tua língua e não deixar escapar da tua boca palavras feias que podem ser motivo de escândalo para as almas pequenas.
5. Confia em Mim e logo se acalmará a tempestade em teu coração, e a dor se converterá em doçura, quando graça voltará a reinar na tua alma. Eu Sou o Senhor, Aquele que vive (Is 48,18) sempre pronto para te ajudar e consolar, mais do que nunca, se em mim confiares e me invocares com sinceridade.
6. Cultiva a paz em tua Alma, sejas corajoso, prepara-te para suportar coisas maiores. Nem tudo está perdido mesmo quando te sentires atribulado e gravemente tentado. És um homem de carne, não um anjo.
7. Como é que tu pode perseverar na virtude quando nem os anjos conseguiram, nem o primeiro homem no paraíso?
8. Sou Eu, o Senhor, que levanto os aflitos e os salvo e elevo as almas humildes à minha divindade quando reconhecem as suas fraquezas.

Obrigado Senhor pela Tua Palavra que da consolação e paz à minha Alma. Tu és a minha força! Como é que poderia aguentar nas tribulações e angústias? Só Tu, Senhor tens Palavras de vida e de vida eterna. Confio em Ti, meu Senhor é meu Deu e tenho a certeza que não ficarei desamparado. Confio em Ti e sei que alcançarei a salvação. Sei que é necessário passar pelo caminho da cruz, mas Tu estás sempre ao meu lado.
Se nesta vida tiver vivido o amor pouco importa o que tiver sofrido. Conduz-me, Senhor pelo caminho do vosso reino! Amém.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.