Persevera na fé

O Apóstolo São Paulo exortava aos cristão a perseverar confiando em Deus:

«Não percais a vossa confiança, à qual está reservada uma grande recompensa. Com a vossa perseverança, cumprireis a vontade de Deus e alcançareis a salvação das vossas almas» (Cf. Eb 10,35-38)

Quem vive pondo a sua confiança no Senhor será abençoado por Ele.

«Porque acreditou em mim, hei-de salvá-lo;

hei-de defendê-lo, porque conheceu o meu nome.

Quando me invocar, Eu lhe responderei;

estarei a seu lado na tribulação,

para o salvar e encher de honras.

Hei-de recompensá-lo com longos dias

e mostrar-lhe-ei a minha salvação.» (Salmo 91,14-15)

Se confiamos no Senhor, Ele afastará de nós todos os males.

Dissestes:

«Senhor, Tu és o meu refúgio, a minha cidadela, o meu Deus, em quem confio!»

Ele livrar-te-á da armadilha do caçador e do flagelo maligno. Ele te cobrirá com as suas penas; debaixo das suas asas encontrarás refúgio; a sua fidelidade é escudo e couraça.

Não temerás o terror da noite, nem da seta que voa de dia, nem da peste que alastra nas trevas, nem do flagelo que mata em pleno dia. Poderão cair mil à tua esquerda e dez mil à tua direita, mas tu não serás atingido.

Pois disseste: «O Senhor é o meu único refúgio!»

Fizeste do Altíssimo o teu auxílio. Por isso, nenhum mal te acontecerá, nenhuma epidemia chegará à tua tenda.

Ele dará ordens aos seus anjos, para que te guardem em todos os teus caminhos. (Salmo 91,9-13)

O Profeta Jeremias anunciava:

«Isto diz o Senhor: o homem que confia somente nas forças humanas, afasta o seu coração do Senhor. Por isso, assemelha-se ao cardo do deserto; vive isolado e, mesmo, que lhe venha algum bem, não o reconhece.

O homem que confia no Senhor, é por Ele abençoado.

É como a árvore plantada perto da água, que tem as raízes bem irrigadas, por isso, não teme o calor, as outras árvores secam, mas a sua folhagem fica sempre verdejante.» (Cf. Jer 17,5-8)

Jesus, na sua humanidade, é um exemplo de confiança em Deus, Seu Pai. Os discípulos estavam agitados no meio da tempestade, mas Jesus dormia tranquilo sobre uma almofada.  Foram acordá-Lo e disseram-lhe: «Mestre, não te importas que pereçamos?». Jesus acalmou o mar com o poder da Sua palavra, e depois repreendeu-os: «Porquê estais tão medrosos? Ainda não tendes fé?» (Cf. Mc 4, 35-40)

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.